É Ruim Dormir Perto Do Celular?




No mundo em que vivemos, o uso do celular está se tornando cada vez mais essencial. É assim que não deixamos sol ou sombra. Nós o levamos para todos os lugares em que nos movemos e, se nos esquecemos, nos sentimos nus. Nós não desligamos a qualquer hora do dia e dormimos com ele na mesa de cabeceira. Esse hábito pode ser prejudicial à sua saúde. Gostaria de saber se é ruim dormir perto do celular? Conheça a resposta no artigo a seguir.

Se você é um dos bilhões de pessoas que dormem com o telefone ao lado da cama, isso pode estar causando muitos problemas (imperceptíveis no momento) em sua saúde. A radiação que os smartphones têm é realmente perigosa e nada aconselhável. Isto é verdade a qualquer hora do dia, mas nas horas que estamos dormindo, pode levar a pesadelos, não adormecer, acordar várias vezes a cada noite, etc. A razão? Uma alteração no sistema de auto-regulação de certos processos, como, por exemplo, o relógio biológico ou ritmos circadianos.

A Organização Mundial de Saúde indicou que os dispositivos eletrônicos em geral (não apenas móveis) são ruins para o corpo e podem aumentar as chances de contrair câncer. Eles também têm efeitos tóxicos, que, embora muitos cientistas não reconheçam, o que você precisa saber é que os telefones são baseados em radiação ionizante e comprimentos de onda. Uma investigação na Austrália mostrou que existe uma relação importante entre o uso de smartphones e esterilidade em homens, bem como uma redução na qualidade do esperma. E em ambos os sexos, um aumento nas imagens de estresse.

Além de ter o despertador colocado no celular, ele deve ser desligado durante a noite. Porque mesmo que não o usemos, ele também usa bases de rádio ou radiofreqüências. Isso significa que os telefones estão continuamente irradiando ondas eletromagnéticas para o ambiente, não apenas quando estão sendo usados. E colocá-lo perto da cabeça quando dorme, nos “infecta” daquelas ondas que não nos fazem bem.

e-ruim-dormir-perto-do-movel

Como e onde deixar o celular ao dormir?

Existem duas maneiras: a primeira é desligá-la e deixá-la no lugar habitual (na mesa de cabeceira), sempre tendo em mente que o despertador é programado igualmente. O segundo é deixá-lo em uma sala distante, como a cozinha ou a sala de estar. Esta alternativa é menos recomendada. E se não se sentir à vontade para desligar o seu telemóvel, caso pretenda contactá-lo de madrugada numa emergência, pode desligar, pelo menos, a ligação à Internet ou WiFi, o que é mais perigoso do que as frequências de rádio para o deixar ligado. Especialistas indicam que pelo menos o celular deve estar dentro de um metro do nosso corpo enquanto dormimos . Podemos deixar, por exemplo, no sofá ou numa cadeira.

Outra questão a ter em mente, e que muitos fazem, é que você não pode deixar o telefone carregando durante a noite, enquanto o colocamos debaixo do travesseiro. Há muitos casos de pessoas que queimaram seus rostos ou mãos devido a uma sobrecarga e subsequente incêndio de seus dispositivos. As almofadas são feitas de um material que queima muito rapidamente e isso nos coloca em perigo enquanto dormimos, que não estamos cientes do que está acontecendo ao nosso redor.

Um dos riscos também relacionados a deixar o celular na mesinha de cabeceira é que ele aumenta nossos níveis de ansiedade, estamos atentos e expectantes do que acontece toda hora, acordamos no meio da noite para checar e-mail ou redes sociais toda vez que uma notificação chega, etc. É uma mudança de comportamento e hábitos que acaba levando ao estresse, insônia, falta de concentração, problemas cognitivos, falta de produtividade, irritabilidade, pesadelos, dores de cabeça, etc.

Outros hábitos “mais saudáveis” ao usar um telefone celular

  • Prefira chamadas curtas e, se elas se estenderem demais, mude de ouvido a cada poucos minutos.
  • Tanto quanto possível, faça chamadas com o sistema “viva-voz” para não tê-lo suportado na cabeça.
  • Evite as crianças que usam o telefone, mesmo como um brinquedo.
  • Não fale com o smartphone em uma área com pouco sinal de recepção, pois o aparelho terá que emitir radiofreqüências mais potentes.
  • Não transporte o celular no corpo (especialmente para homens que o colocam no bolso da calça) ou em contato com a pele.
  • Diminuir o zoom, mesmo que seja meio metro em nossa mesa ou mesa.

É necessário então que deixemos o móvel descansar um pouco e descansemos dele. Durante a noite, devemos nos dedicar a dormir e a descansar, a recarregar as baterias que passamos o dia todo. O telefone, melhor ficar fora até que nos levantamos (se não podemos resistir à tentação) ou depois de sair de casa para o trabalho.

e-ruim-dormir-perto-do-movel

Desta forma, estaremos evitando desequilíbrios no plano neuronal, na qualidade do sono e nos níveis de estresse. Os resultados dos estudos sobre este assunto ainda não estão claros, embora o que temos disponível nos faça despertar o alarme. E não se esqueça que os outros aparelhos que você tem em casa também podem ser prejudiciais à sua saúde. Tente não ter televisões ou computadores no seu quarto. Se você já os tem, pode desconectá-los antes de dormir, por exemplo. Desligue o roteador quando for dormir e tente não usar o telefone até o último momento antes de fechar os olhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *